NYC – Chelsea, Meatpacking, Village e Soho

Numa das charmosas ruas do Village

Este post é dedicado aos bairros que eu mais gosto de Manhattan!!!! Que delícia! Não sei nem por onde começar. A atmosfera dessa região é muito diferente do que se encontre em Midtown e Times Square. Os prédios altos são substituídos por casas de tijolos germinadas com escadinhas na frente, as avenidas ficam mais estreitas, o ambiente fica muito mais arborizado, a arte de rua fica mais evidente com muros muito bem grafitados e artistas se exibindo nas ruas. Não há mais multidão (talvez no Soho encontre) e, melhor ainda, você se sente um pouco nova iorquino e menos turistão. Já conseguiu entrar no clima? Esse lugarzinho da ilha é um charme só!

O roteiro que eu montei e fiz na minha viagem para explorar essa região está nesse Google map abaixo:

Mapa_Chelsea, Meatpacking, Village e Soho

Clique neste link http://maps.google.com/maps/ms?ie=UTF&msa=0&msid=214955646440128812472.0004e297ba5002f78a6b2 para ver o mapa ampliado.

Esse roteiro é facilmente realizado. Não acorde muito tarde (indico 9h) para poder saborear devagar a região. Não deixe de prestar atenção nos detalhes, porque é lá que está toda a bossa do lugar.

Chelsea

Murray's BagelDesça na estação do metrô 23St (C,E) e tome um delicioso café-da-manhã no Murray’s Bagels (242 8th Ave). Esse pão delicioso está para os nova iorquinos, como o pão francês está para os cariocas. Qualquer padaria vende bagel e eles são pedidos como água. Já o Murray’s Bagels merece uma atenção a parte, pois, apesar do seu pequeno espaço (se não prestar atenção você passa direto), ele já foi diversas vezes eleito como um dos melhores bagels de Nova Iorque desde a sua inauguração em 1996! Merece ou não merece uma visita?!

OSGEMEOSContinue descendo a 8th Ave e vire a direita na W 21St. Neste quarteirão você vai encontrar um pouco do Brasil em NYC: uma parede inteira grafitada pelos OSGEMEOS. OSGEMEOS é uma dupla de irmão gêmeos idênticos, grafiteiros de São Paulo, que começaram a pintar grafite ainda novos, com 12 anos, em 1986. O mural tem 25 metros de altura, está localizado na parede de uma escola, e tem como tema a união internacional. Isso é evidenciado na bermuda do gigante que é repleta de bandeiras de diversos países, mas com cores despadronizadas para representar a ausência de barreiras entre as nações.

Agora, para fazer digestão, vamos caminhar num dos meus parques prediletos da cidade: o super diferente High Line Park. Para isso, você tem que subir no parque pela 20St com a 10Ave. Como o próprio nome diz, o High Line é um parque suspenso sobre o que eram trilhos de trem. Uma verdadeira obra de arquitetura e arte!

High Line

High Line dominado pela vegetação

Os trilhos abandonados e dominados pela vegetação

No começo do século XX, essa região era um pólo industrial e, por causa disso, havia um grande tráfico ferroviário, que causava muitos acidentes. Dessa forma, em 1930, construíram trilhos do trem suspensos a 9 metros de altura, que foram utilizados até 1980. De 1980 a 1999 os trilhos ficaram abandonados, se deteriorando e sendo praticamente encobertos pela vegetação. Só em 1999 a prefeitura de NYC resolveu demolir os trilhos, mas os moradores do bairro foram contra e se organizaram criando os “Amigos do High Line” para transformar a área num grande parque. Depois de muita luta e esforço que, em 2002, os Amigos do High Line conseguiram o apoio da Prefeitura. As suas obras tiveram início em 2006 e a sua inauguração se deu em 09 de junho de 2009 (Gansevoort St até a W20St) e na primavera de 2011 (W 20St até W 30St).

Por causa da sua altura, os publicitários e artistas, que não são bobos nem nada, usam e abusam de enormes muros e outdoors publicitários para chamar a atenção, tornando-se um show a parte para os frequentadores do parque. Hoje o parque apresenta uma infra-estrutura ímpar. Tem banheiros, lanchonetes e banquinhos espalhados por toda a sua extensão.

Se você gosta de caminhar quando está viajando, como eu, ande pela parte nova do parque, ou seja, subindo até a 29St antes de descer para a Gansevoort St. Você saberá que você chegou na 29St quando avistar um mural de grafite emblemático do “desejo para conseguir inspirar o mundo”. Mas se você estiver com preguiça, tente, ao menos, chegar até a 25St, aonde você verá o mural de grafite que reproduz a imagem mundialmente famosa do Beijo na Times Square depois do fim da 2ª Guerra Mundial. Esta é mais uma presença brasileira no cenário nova iorquino. Quem pintou foi o artista brasileiro Eduardo Kobra. Depois volte tudo e siga até o final do High Line, na Gansevoort St. A caminhada pelo parque é extremamente agradável!!!

Meatpacking Disrict

Meatpacking DistrictDescendo na Gansevoort St você vai estar no badaladíssimo bairro de Meatpacking District. Como o nome sugere, a região era originariamente ocupada por açougueiros e matadouros na década de 1930. Só que nos anos 60 a atividade industrial na área começou a desacelerar e nos anos 80 o bairro virou um antro de tráfico de drogas e prostituição, em especial transexual. Na medida em que os armazéns iam sendo abandonados, jovens dinâmicos e empreendedores iam ocupando o lugar, principalmente com lojas de novos estilistas. Só nos anos 90 Meatpacking começou a ser olhado por grandes nomes da moda, como, por exemplo, Stella McCartney e Alexander McQueen, dando os primeiros sinais do que estava por vir. Atualmente, esta é a melhor região para sair à noite, pois apresenta os melhores restaurantes e boates da cidade, sem contar, é claro, do “boom” dos luxuosos e moderníssimos hotéis da área.Meatpacking District

Caminhe um pouco pelo bairro. Como a região é muito pequena, não tem erro. Ela se resume nas proximidades da W 14St com a 9Ave.  Você vai subindo a 9Ave, sem passar a W 16St e você terá visto tudo que tem para ver.

Aproveite e escolha um restaurante para almoçar. Aqui é o lugar ideal! Os dois restaurantes mais famosos são: o francês Pastis e o oriental Spice Market. Mas existem diversos outros que eu duvido muito que você vá se arrepender da escolha, como o mexicano Dos Caminos, o italiano Gaslight e o de comida contemporânea Cacth.

Chelsea MarketComo eu não estava com muita fome, a minha escolha não foi nenhum desses  restaurantes indicados (comi no Spice Market outro dia, no jantar), mas o chamado Chelsea Market! Ele fica na 9Ave com a W 15St. Mesmo que você não escolha comer lá, vale muito a pena a visita. Tem de tudo nesse mercado, de pães deliciosos a doces, passando por legumes, peixes e carnes. Eu, inclusive, comprei  um vestido lindo de uma feirinha que estava tendo de novos estilistas lá dentro!

Para almoço, eu acabei optando em comer no The Lobster Place. Foi uma experiência diferente, mas gostei muito! Os peixes, ouriços e crustáceos ficam expostos (muitos ainda vivos) e você escolhe na hora o que vai querer comer. Nunca tinha comido peixes tão frescos na minha vida!

Se você puder voltar a noite ao Meatpacking District, volte! Você não vai se arrepender! E aproveita e tome uns drinks no terraço do Dream Hotel, na W 17St. A vista da cidade é divina!

Vista do RoofTop do Hotel Dream

Vista do RoofTop do Hotel Dream

Village

VillageDepois de almoçar, desça a Hudson St. Assim, você estará entrando no bairro do Village. O Village começou a ser ocupado em 1922 pelos moradores da cidade que procuravam refúgio do surto de febre amarela. O belíssimo Washington Square, que hoje é repleto de estudantes da Universidade de Nova York (NYU),  já foi até cemitério. Mas com o passar dos anos, o bairro passou a ser frequentado por muitos artistas e autores célebres, principalmente o público gay, se consagrando como o bairro mais gay de NYC.

Magnolia BakeryQuando você encontrar a fofíssima Abingdon Square Park, caminhe pela Bleecker St, aonde você logo vai esbarrar com a super famosa Magnolia Bakery e seus mundialmente conhecidos cupcakes. Essa confeitaria ficou mundialmente famosa por causa da personagem da Sarah Jessica Parker do seriado Sex and the City. Ela merece toda fama! Não sou muito fã de doces, mas vale a pena guardar um espacinho para um cupcake da Magnolia Bakery. Eles são divinos. Eu comprei um de chocolate e outro de baunilha. O de chocolate não consegui terminar pois ficou enjoativo, mas o de baunilha… Hum… Não conseguia parar de comer. A sua cor rosa avermelhada deixa a gente um pouco reticente sobre o seu gosto, mas vai fundo porque é muito bom! =)

Existem outras Magnolia Bakery pela cidade, mas esta na 401 Bleecker St foi a primeiríssima. Apesar do seu visual retrô, ela é bem jovem, foi aberta em 1996. Somente em 2007 com a mudança de proprietário que foi iniciada a expansão da rede, que tem até planos de abrir uma filial no Brasil (Será?!).

Após degustar o(s) cupcake(s) caminhe até o Washington Square Park. É uma caminhadinha gostosa, pois as ruas são tranquilas e repletas de lojinhas e casinhas charmosas. Quando você chegar na Washington Square você vai ficar até impactada com o movimento da praça, principalmente se for no verão. O movimento não para nessa praça! Pessoas se refrescando no chafariz, fazendo piquenique, passeando, andando de skate, jogando xadrez, grupos de turistas e muitos jovens de biquíni estendidos na grama para pegar um bronze no sol. Este é o clima desta praça conhecida pelo seu caráter alternativo e por ser palco da vida cultural desde meados do século XIX. A sua localização é ideal para isso: ao lado da Universidade de Nova York e bem no coração do Greenwich Village.

Soho

SohoDesça pela Thompson St até a Spring St e você estará no meio de uma das regiões mais vibrantes e atraentes de NYC, o Soho. A palavra “soho” é uma abreviação de South of Houston, pois este bairro se localiza ao sul da movimentada Houston St. A arquitetura da região é destacada por muito ferro fundido, pois era uma antiga área industrial que foi abandonada, sendo posteriormente ocupada por artistas sem dinheiro que fizeram dos galpões em cortiços. Não é a toa que nessa pequena região se encontra a maior concentração do mundo desse tipo de arquitetura.

SohoApesar do Soho ter ganhado fama pela sua reputação de região das artes e dos estilos, eu acho que hoje em dia está mais para uma região de butiques de moda e beleza, restaurantes exóticos e hotéis atraentes. Caminhe fazendo zigue-zague entre as ruas Spring St e Prince St. Este é um bairro bem mais movimentado do que os outros bairros que passamos no nosso roteiro. Aqui você vai encontrar TODAS as lojas que você pode desejar!  E se bater uma fominha, não tem problema, alguns dos melhores restaurantes da cidade você pode encontrar aqui. O mais famoso e badalado é o francês Balthazar, mas você vai passar por diversas outras opções também.

LombardisEu acabei parando na pizzaria mais antiga da Nova Iorque: Lombardi’s (32 Spring St).  Ela data de 1905 e a sua arquitetura retrô te faz sentir dentro do filme O Poderoso Chefão. Apesar da fama, eu não gostei não… Detesto fazer uma crítica negativa, então deixa eu fundamentar bem. Um dos meus pratos favoritos de todo mundo é uma boa e deliciosa pizza, então, é algo que eu não economizo quando eu saio no Rio e já tive a oportunidade de comer pizzas muito deliciosas. LombardisAs pizzas que são servidas no Lombardi fazem mais o gênero de pizzas italianas, onde o molho de tomate é o sabor mais forte, já as pizzas que eu mais curto são aquelas que os demais ingredientes se destacam, como o queijo e o orégano no caso de pizza de mussarela. Enfim, não morri de paixão pela pizza. E o serviço também foi muito aquém do esperado. Era cedo e o restaurante ainda estava vazio. O dono do restaurante até estava usando uma das mesas para a sua reunião de negócios. E os garçons ficavam num canto apoiados na bancada e colocando o papo em dia. Me senti no Rio de Janeiro, onde por mais maravilhas que se tenha ainda peca muito na qualidade do serviço. Por causa de tudo isso, eu não voltaria mais.

Um plus

Fuerza BrutaNo final do dia ainda deu tempo de emendar com o show Off Broadway, o super conhecido e imperdível Fuerza Bruta, na Union Square. Este show eu super, ultra, mega recomendo!!!! É demais e super diferente! Eu gosto tanto do espetáculo que eu já assisti duas vezes!

Se você tiver feito compras no Soho, não se preocupe. Existe um lugar para deixar as suas coisas durante o show. Uma dica importante: Descanse um pouco os seus pés antes de ir ao Furza Bruta, pois lá você vai ficar em pé o tempo todo (cerca de 1h). Para você nem sentir o tempo passar é preciso que os seus pés não estejam latejando… 😉

Apesar do Fuerza Bruta ser um Off Broadway vale a pena tentar comprar ingressos com uma certa antecedência, pois a sua fama se alastrou de tal forma que tem tido muita procura.

Para chegar do Soho a Union Square é muito fácil. Pega o metrô na Spring St com a Lafayette St, número 6, direção Uptown e desça na 14St-Union Sq (6).

Anúncios

8 respostas em “NYC – Chelsea, Meatpacking, Village e Soho

  1. Pri, amei suas dicas. Essa é a região que eu mais amo em NYC, sem sombra de dúvida, e todos os seus comentários foram perfeitos. Parabéns!

    • Que bom que vc gostou, amiga! Tenho um certo favoritismo para os meus posts de NYC! Deram trabalhão, mas foi tão bom fazê-los! Espero que ajude, apesar de eu saber que vc já conhece beeeeem aquela cidade! 😉

  2. Adorei seu post!
    Sou cadeirante mas o problema seria meus pais de mais de 70 anos e, por conta disso, não gostaria de cansá-los muito então vamos lá:
    Estou no Roosevelt hotel na 45th e, nesse dia, gostaria de levá-los a: High Line, Mural dos Gêmeos, Chelsea Market e Magnolia Bakery,
    Acho que isso já dá uma boa parte do dia correto? Seria essa a melhor ordem do passeio ou conseguiria incluir mais alguma coisa interessante por perto?
    Agradeço desde já!

    • Oi, Sergio. Mil desculpas não ter respondido. Eu estava afastada do blog por um tempo e estou tentando voltar agora. Você chegou conseguir fazer esse passeio? Pelo que eu me lembre, acho que daria para fazer esse passeio sim. Espero que tenha dado tudo certo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s