Roteiro e dicas para 2 dias em Washington

Washington

Já está no finalzinho do ano e eu ainda não escrevi sobre os dois dias que estive em Washington, em agosto.  Então, vamos a eles!

Eu e Nando estávamos visitando NYC, a primeira vez dele na cidade, mas era a minha segunda, quando decidimos conhecer Washington. A ideia foi minha, é claro! rs Eu pedi que a gente reservasse uns dois dias para conhecer Washington, uma cidade que eu tinha curiosidade e nunca tinha ido.

Continuar lendo

Anúncios

NYC – Brooklyn (Dumbo & Williamsburg)

Brooklyn

O dia em que eu e o Nando passamos no Brooklyn foi disparadamente o melhor dia de todos em Nova Iorque! Não tem nada para tirar, nem pôr! Nesta região, ainda não invadida pela maré de turistas, é possível ter contato com o espírito genuinamente nova iorquino, bem despojado. Não deixem de reservar, ao menos, metade de um dia para conhecer o Brooklyn! É imperdível!

Neste dia exploramos as regiões de Dumbo e Williamsburg no Brooklyn. Dêem uma olhadinha nos mapas do Google Map com o roteiro do dia.

Continuar lendo

NYC – Lower Manhattan + Chinatown e Little Italy

Battery Park

Introdução

Sabe aquele dia que tudo que você planeja não acontece? Então foi este dia da viagem para a gente (eu e meu namorado).

Café do Starbucks

Café do Starbucks

Acordamos, fomos tomar o nosso café da manhã no Starbucks (é o café mais barato que você vai encontrar na cidade) e tivemos a maravilhosa idéia de ir até o sul de Manhattan (até o Baterry Park) de bicicleta pelo Hudson River Park. O dia estava lindo e a vista prometia ser perfeita. Lembramos que há poucos meses atrás Nova Iorque ganhou um sistema de bicicleta similar com a que já temos no Rio, com as nossas Bike Rio (tenho um post falando delas aqui), só que bem mais caras. Enquanto que na Bike Rio se paga R$5,00 por um dia de uso, sendo necessário devolver a bike de hora em hora para não pagar multa, na Citi Bike, se paga US$10,00 por um dia e precisa devolver a bike de 30 em 30 minutos.  Mesmo assim, o custo de uma Citi Bike é bem mais em conta do que um aluguel de bike normal (US$20,00 por 2 horas).

Então, lá fomos nós! Achamos um Citi Bike, que é uma tarefa bem fácil já que existem várias espalhadas pela cidade, e pagamos a nossa diária, mas para a nossa surpresa nós NÃO conseguimos destrancar as bicicletas!!! Na verdade, conseguimos destrancar uma bicicleta, mas não conseguimos destrancar a outra com o código que foi fornecido! Depois de 20 minutos frustrantes, p… da vida e insistindo para uma solução, desistimos e fomos de metrô mesmo… =(  Nota 10 para a bike rio e 0 para a de NYC. Que raivinha… e ainda perdemos o dinheiro! Apesar da minha não tão boa experiência pessoal, ainda acho que descer o Hudson River Park até o Battery Park é uma excelente forma de começar o dia em NYC.

War Memorial

War Memorial

E assim, descemos na estação de metrô South Ferry (1), que te deixa bem na boca do Baterry Park. Fomos até o local mais sul do parque, onde saem as barcas para visitar a Estátua da Liberdade e onde fica o Monumento em Memória de 2ª Guerra Mundial. Decidimos não pegar a kilométrica fila para visitar a ilha da Estátua da Liberdade e nos contentamos com o visual que tínhamos.

Estátua da Liberdade

Continuamos a nossa visita subindo a Lower Manhattan até o Bowling Green, em frente do The Nacional Museum of the American Indian. E foi aí que tivemos a nossa segunda surpresa do dia (mas esta foi boa! rs): nós esbarramos com um grupo que estava começando a sua visita guiada naquele momento. Sendo mais detalhista, vimos um rapaz de camisa vermelha (o guia) super articulado e fazendo várias encenações para explicar a história do nascimento da cidade e fui chegando perto para ver se aprendia alguma coisa e logo reconheci que ele era um guia da equipe SANDEMANs.

O SANDEMAN Tour foi fundado em 2004 na Europa e é muito conhecido por lá. Eles trabalham no seguinte esquema: Você faz um tour de graça, completamente free, e, se tiver gostado, pode dar uma gorjeta no final. Os tours duram cerca de 2 horas, são todos a pé e passam pelas principais atrações da cidade, contando a sua história e importância, sempre com um aspecto informal e criativo. Quando eu viajei pela Europa tive a oportunidade de experimentar alguns tours com eles e adorei (recomendo fortemente a de Berlim).

Assim, não tive dúvida… Perguntei se estava começando e me juntei a eles! Foi ideal! E aprendemos muito com o tour. Tanto que me inspirou para fazer o primeiro post de NYC, contando a história do nascimento da cidade. E quer saber a melhor parte?! O guia era brasileiro (o Mike)!!!! =D

Sandeman Tour

Roteiro do dia

Depois de tanto blá-blá-blá… Aqui vai a minha dica para esta região.

Continuar lendo

NYC – Central Park

central park

O Central Park sempre me encantou e era um dos lugares que eu mais estava ansiosa para conhecer quando fui pela primeira vez à Nova Iorque, em 2011. Já no segundo dia daquela viagem eu fui explorar a pé e sozinha o Central Park. Erro grave! Passei horas perdidas por aquela imensidão verde! Foi um passeio agradável e muito bonito, sem dúvida, mas eu não consegui conhecer nenhum ponto turístico de relevância. Como eu não tinha outro dia para explorar o Central Park acabei voltando para casa chupando dedo… Com gostinho de “eu quero (muito) mais”. Assim, tomei cuidado para não cometer o mesmo erro nesta última ida à Big Apple.

Desta vez, eu entrei numa excursão de bicicleta pelo Central Park com duração de 2 horas. Foi ótimo! Fiz tudo com a Central Park Bike Tours, localizada na 203 West 58th Street (bem pertinho do parque). Não foi barato, pagamos US$ 49,00 cada um, mas foi interessante, já que o guia ia explicando os pontos mais famosos do parque.

Se você não puder ou quiser pagar tudo isso para um passeio no parque, vou descrever aqui todo o trajeto e os high lines do percurso. A minha intenção não é substituir o guia, mas possibilitar que vocês tenham mais autonomia para passear no parque e não se perderem, como eu fiz na outra viagem.

Continuar lendo

NYC – Chelsea, Meatpacking, Village e Soho

Numa das charmosas ruas do Village

Este post é dedicado aos bairros que eu mais gosto de Manhattan!!!! Que delícia! Não sei nem por onde começar. A atmosfera dessa região é muito diferente do que se encontre em Midtown e Times Square. Os prédios altos são substituídos por casas de tijolos germinadas com escadinhas na frente, as avenidas ficam mais estreitas, o ambiente fica muito mais arborizado, a arte de rua fica mais evidente com muros muito bem grafitados e artistas se exibindo nas ruas. Não há mais multidão (talvez no Soho encontre) e, melhor ainda, você se sente um pouco nova iorquino e menos turistão. Já conseguiu entrar no clima? Esse lugarzinho da ilha é um charme só!

O roteiro que eu montei e fiz na minha viagem para explorar essa região está nesse Google map abaixo:

Continuar lendo

NYC – Midtown e Times Square

new_york_time_square_by_hairjay

A maioria das pessoas vão para Nova Iorque com aquelas imagens na cabeça de prédios altos e muita luz neon iluminando as ruas da cidade. Mas Nova Iorque não é toda assim… Somente a região de Midtown e Times Square que nós encontramos isso. Apesar deste ser o principal atrativo da cidade para os olhos dos turistas, não é a minha parte favorita, justamente por causa disso. hehe

Mas vamos a esta região, que, querendo ou não, todos devem conhecer! Por isso, comecei a minha viagem por ela. Passei o dia batendo pernas pelas suas ruas. Olha o caminho que eu tracei no Google Map:
Continuar lendo

NYC – História e Geografia

Vale a pena saber um pouco como a cidade de Nova Iorque surgiu com toda a sua multifacetada cultura e ainda ter uma noção da sua geografia política para você se achar quando estiver por lá e aproveitar o máximo da sua viagem.

Os Lenapes

Os Lenapes

Muito antes dos europeus desembarcarem em Nova Iorque, ela já era habitada por índios nativos da tribo Lenape. Eles viviam migrando conforme a época do ano na região. Reza a lenda que alguns dos seus caminhos ainda podem ser encontrados debaixo das ruas da Broadway.

Alguns dizem que a palavra Manhattan significa “ilha montanhosa” na língua dos Lenapes, mas outros, mais engraçadinhos, dizem que significa “lugar de embriaguez geral”.
Continuar lendo